Petrobras inicia produção em teste em águas profundas de Sergipe-Alagoas

Fonte: EPBR

 

 

 iniciou no último sábado o Teste de Longa Duração do reservatório de Farfan, uma das descobertas feitas pela empresa em águas profundas da Bacia de . A produção está sendo feita a partir do FPSO Cidade de São Vicente, conectado a um poço de produção. A licença do Ibama tem validade até 180 dias e por determinação da portaria  n° 422, de 26 de outubro de 2011, do Ministério do Meio Ambiente (MMA).

 

O prazo para conclusão da campanha exploratória das descobertas de Cumbe, Farfan e Barra, todas em Sergipe-Alagoas, é dezembro de 2020.

 

Há cerca de seis anos, a Petrobras fez descobertas gigantes de petróleo e gás natural no offshore de Sergipe, com grande potencial de produção de gás. De lá para cá, os projetos vem sendo postergados e o cronograma atual é instalar dois FPSOs definitivos a partir de 2020. A companhia, inclusive, busca um novo sócio para o projeto, que está parcialmente à venda.

 

Apenas uma das descobertas, Poço Verde, tem 11,9 bilhões (P50) de m³ de gás natural in place (VGIP). Os volumes são estimados para um dos reservatórios explorados durante o plano de avaliação da descoberta (PAD) do poço 1-BRSA-1022-SES, iniciado em 2013 e concluído ano passado. O PAD engloba áreas dos contratos BM-SEAL-4A (onde a ONGC é sócia com 25%) e BM-SEAL-11 (100% Petrobras).